Dia dos Museus

jorneemuseebusHoje é o dia dos museus em Montreal. Todos os museus tem entrada grátis ou pelo menos parte do museu tem. Fizemos uma lista de museus que ainda não visitamos e saímos cedo para tentar entrar em todos eles ou o máximo que conseguíssemos.

O primeiro foi o museu de ciências de Montreal. Muito interessante mas já conhecemos museus de ciências melhores e mais baratos (San Francisco, Londres e Barcelona). O museu é focado em crianças e tem atrações que nem faz sentido ver. Mas não deixa de ser super interessante. Vale a pena mesmo pagando CAD$20!

Depois fomos no museu dos tecidos que a minha esposa queria ver no Marché Bonsecours. O museu é praticamente uma sala cheia de roupa velha e gravatas penduradas do teto. Sério, não vale a pena nem de graça. Não ficamos nem dez minutos e saímos.

Aí pegamos o metrô, passamos por baixo do rio Saint-Laurent e chegamos no parque Jean Drapeau para visitar a Biosfera, um museu voltado para ecologia e consciência ambiental. O prédio do museu é um espetáculo. Além do prédio ficar dentro de uma esfera geodésica, é interessante também. O prédio e a esfera foram construídos para a Expo 67 que foi realizada na cidade. Uma parte do prédio era uma estação de monotrilho! Pena que desmontaram… A parte de exposições do museu mesmo não é muito grande.

Depois que saímos da Biosfera, a fome bateu e paramos num food truck para comer hot-dog e cheeseburger com fritas, super saldáveis. Sentamos em um dos montes de bancos e mesas para picnic que tem no parque. Isso é muito bacana.

Aí seguimos a pé para o museu Stewart (1 Km) montado dentro de uma fortaleza antiga que tem na ilha Saint-Helene (mesma da Biosfera). Ao chegamos a fila estava maior que o museu e desistimos. Voltamos para o ponto de ônibus grátis montado para o dia dos museus. Mas o ônibus chegou entupido e como a fila já estava grande, sobramos. Voltamos a pé para o metrô (1 Km) e seguimos para o parque olímpico (linha amarela e depois verde; estação Viau).

Descemos e seguimos para o Planetário que tem no parque. A fila estava cinco vezes maior que a fila do museu Stewart e nem paramos pra ver. A fila do Biodome (ao lado do planetário) estava maior ainda! Aí resolvemos tentar ver um filme no Star Cité, complexo de cinemas que tem ali perto. Não tinha filme em francês. Minha esposa então lembrou de uma mansão que tem na esquina da Sherbrooke, do outro lado do parque olímpico que também estava aberto. Fomos a pé.

Chegando lá nem precisamos entrar: fila dobrando quarteirão. PQP! Aí resolvemos voltar pra casa já que o dia dos museus virou dia da fila. Pegamos um ônibus na Sherbrooke para voltar para o centro mas o ônibus seguiu só até a estação Frontenac e parou. Pegamos o metrô nas últimas três estações que faltavam e fomos procurar uma sorveteria. Não achamos mas compramos corneto.

+90 XPs

-15 HPs (+15 Km andando)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s